Economia Produtos de crédito

O que é CDI e suas utilidades no Brasil

O QUE E CDI LOGO

Se você pesquisou quais são os melhores investimentos e detalhes sobre sua rentabilidade, já deve ter se perguntado o que é CDI.

Essas três letra significam Certificado de Depósito Interbancário, expressão que representa uma espécie de título emitido pelas instituições financeiras.

Esses títulos, chamados de CDI, lastreiam os empréstimos realizados entre bancos e demais instituições financeiras. É isso mesmo, um banco empresta determinado valor para outro e os dados dessa operação são firmados nesses certificados.

Diante de tal explicação você talvez esteja com ainda mais dúvidas, pois não há até aqui nenhuma relação da CDI que comentamos com aquela que os bancos calculam e negociam os investimentos com você, não é?

Logo a relação ficará mais clara.

O que é CDI?

O CDI surgiu no Brasil na década de 1980 para servir justamente como operação de crédito entre bancos que necessitam de recursos para fechar seu caixa no fim do dia. Através desse certificado, os bancos passaram a emprestar dinheiro entre si sempre que havia necessidade de complemento de caixa em um banco e uma sobra de recursos em outro.

Na prática, o CDI é extremamente parecido com o CDB, que você já conheceu em nossa matéria especial. A diferença é que enquanto o CDI representa operações entre bancos, o CDB representa o cliente emprestando dinheiro para uma instituição financeira. O processo é muito parecido.

Uma diferença importante entre o CDI e um CDB é que os bancos fazem a operação com o vencimento de 1 dia na maioria dos casos, para ajustes de caixa no curtíssimo prazo. Já os CDBs são negociados com prazo a partir de 1 dia, podendo chegar a vários anos.

Apesar desta importante “parceria” entre os bancos, o processo não é gratuito. Sobre o valor emprestado os bancos praticam uma taxa de juros, que ficou popularmente conhecida no mercado como taxa CDI. Ela varia muito pouco diariamente, sendo divulgada sempre anualmente. Em maio de 2016 temos um CDI de 14,13% a.a.

Como a taxa CDI é definida

A taxa CDI está intimamente ligada a variação da Taxa SELIC no Brasil. Considerada a principal taxa de juros, a SELIC dita o movimento do mercado financeiro nacional, sendo respeitada pelas instituições financeiras também nessas negociações entre si.

O valor do CDI é tradicionalmente muito próximo ao da Taxa SELIC, mas sempre um pouco inferior. Atualmente, a Taxa SELIC é de 14,25%a.a. enquanto a CDI é de 14,13%a.a. conforme mencionamos.

Mesmo que ambas as taxas sejam divulgadas diariamente, a alteração dia a dia é mínima, pouco modificando seu valor anual. A Taxa SELIC é alterada pelo COPOM, quando este decide interferir no movimento do mercado.

Confira nossa matéria explicando detalhadamente o que é a taxa SELIC e suas funções.

o que e cdi cetip

O CDI e as aplicações financeiras

Agora está mais claro o motivo de algumas aplicações financeiras utilizarem a CDI como referencia. Considerando que os bancos praticam entre si tal taxa diária e que ela respeita a taxa SELIC definida pelo Banco Central no país, ela também passou a ser utilizada para negociar as aplicações dos clientes nos bancos.

Em resumo, caso você resolva aplicar em um CDB “atrelado” à taxa CDI, o banco irá negociar com você um percentual dessa taxa. Exemplo: aplicar R$100 mil em um CDB que pague 100% do CDI. Ao realizar tal aplicação, o investidor sabe que se nada mudar no mercado, receberá 14,13%a.a. sobre o valor aplicado.

Obviamente, caso o CDI sofra alterações com o passar dos meses, seu rendimento será alterado para mais ou para menos. Para os bancos é sempre mais interessante pagar o menor percentual possível do CDI, maximizando seus ganhos. Normalmente, um grande banco comercial negocia CDBs com taxas a partir de 85 % do CDI.

Para o investidor, quanto maior for o volume de recursos aplicados, melhor será a negociação com a instituição financeira. Para mais detalhes consulte nossa matéria sobre os CDBs e as LCIs.

Lembramos que existem diversos investimentos que usam a CDI como referência, o que inclui as populares LCI e LCA, fundos de investimento (de forma indireta, pois aplicam em CDBs e Letras indexadas ao CDI) e não apenas os CDBs. Também é importante considerar que nem todos os CDBs seguem o CDI, sendo esta apenas a modalidade mais popular.

A divulgação oficial da CDI diária fica a critério da CETIP, empresa privada de capital aberto que existe há 30 anos no Brasil.