Conselhos Economia

Quanto se economiza ao trocar o cigarro tradicional pelo eletrônico

Além dos benefícios à saúde, uma das maiores promessas dos cigarros eletrônicos é a grande economia que o usuário realiza ao abandonar os cigarros tradicionais. Quando um adepto dos vapes, como são chamados pela comunidade, tenta convencer alguém, a questão financeira é sempre o primeiro ou segundo argumento.

A ordem geralmente é essa: Não faz mal à saúde (ou muito menos que cigarros) -> Fica muito mais barato -> Não deixa cheiro ruim.

Mas isso realmente é verdade? E se sim, quanto exatamente se pode economizar? É o que vamos descobrir agora!

Ps.: se quiser pular toda a análise e ir direto aos resultados, a tabela está no final desta matéria!

Custo do Cigarro Tradicional vs Eletrônico

Antes de realizar nossas análises e cálculos, precisamos coletar alguns dados. Vamos lá!

Quanto custa fumar no Brasil?

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), o fumante brasileiro médio consome 17 cigarros por dia.

Carteiras de 20 cigarros de marcas mais vendidas, como Marlboro, estão sendo vendidas por cerca de R$ 8,25. Como há marcas um pouco mais em conta, usaremos o preço médio de R$ 7,50. Não vamos considerar marcas que entram ilegalmente no país como o famoso Classic pois os preços variam imensamente e não temos dados. (Curiosidade: cigarros representam quase 70% de todo o contrabando no Brasil!)

Considerando estes dois números, temos a média de R$ 6,38 gastos diariamente pelo fumante brasileiro, ou R$ 2.328,70 por ano.

Quanto custa usar Cigarro Eletrônico no Brasil?

Calcular o custo em cigarros eletrônicos é um pouco mais complicado. Para começar, existe uma infinidade de modelos e peças diferentes, com preços variados. Eles também precisam de trocas de coils (a peça que esquenta para vaporizar o líquido), e claro, reposição do líquido. Além disso, não há estudos concretos sobre o nível médio de consumo diário. Sendo assim, vamos ter que trabalhar com algumas suposições.

Obs.: estamos fazendo suposições sobre usuários comuns. Vapers entusiastas obviamente gastam mais do que citamos abaixo, pois compram equipamentos mais avançados, consomem mais, etc.

  • Um modelo bastante recomendado para iniciantes é o eGo AIO. Seu preço varia entre R$ 200 e R$ 350. Vamos usar a média, R$ 275.
  • Uma coil pode durar desde 1 dia até 1 mês, dependendo completamente de como e quanto ela é usada. Relatos de usuários do eGo AIO apontam para coils durando entre duas e três semanas. Vamos usar 2,5 semanas como média.
  • Pelo que pudemos observar em comunidades de vapers, o consumo diário em mililitro de quem fumava uma carteira de cigarro por dia varia entre 2mL e 3mL de eJuice (o líquido que é vaporizado). Novamente, utilizaremos a média: 2,5mL.
  • Encontramos um pacote de 5 coils compatíveis com esse aparelho por R$ 80 em uma das lojas mais famosas do ramo. Assim, consideraremos R$ 16 como preço por coil.
  • O ano possui cerca de 52 semanas. Isso significa que no nosso exemplo, o usuário precisaria de cerca de 21 coils, o que pelo preço que encontramos, significa R$ 332,80 anuais.
  • Existem diversas marcas de eJuices. As mais caras (como as importadas), podem chegar a custar centenas de reais por 30mL. Contudo, as mais consumidas custam entre R$ 30 e R$ 40. Usaremos R$ 35 por 30mL.

Se 30mL custam R$ 35, então 1mL sai por cerca de R$ 1,17. Logo, o usuário que consome 2,5mL por dia estará gastando R$ 2,93, ou R$ 1.067,62 por ano.

No total, esse consumo, nesses preços, nos dá o valor de R$ 1.400,42 por ano. E no primeiro ano, mais R$ 243, que é o valor médio do eGo AIO menos R$ 32 já que ele vem com duas coils.

Cigarros Tradicionais vs Eletrônicos

Calculando

Pelas nossas pesquisas e cálculos, o fumante médio brasileiro economizará R$ 685,28 no primeiro ano, e R$ 960,28 nos seguintes.

Já é um valor bastante expressivo, mas ele ainda pode se tornar muito mais interessante!

Quem começa a usar cigarro eletrônico frequentemente começa a fazer seus próprios eJuices. Depois de um pouco de pesquisa, o processo é bastante simples. Os materiais são facilmente encontrados para venda e o melhor de tudo, são extremamente baratos.

eJuices são basicamente compostos de VG (Glicerina Vegetal) e PG (Propilenoglicol), além das essências de sabor e a nicotina, que é opcional (ambos à base de VG ou PG).

Em outra famosa loja do ramo, 270mL de PG custa R$ 12. O mesmo para o VG. Nesta mesma loja, uma marca popular de essência custa R$ 12 por 10mL e R$ 50 por 50mL de nicotina. Então temos os seguintes valores:

  • R$ 0,04 por mL de VG
  • R$ 0,04 por mL de PG
  • R$ 1,20 por mL de essência (base PG)
  • R$ 1,00 por mL de nicotina (base PG)

O legal de criar seus próprios eJuices é que você poderá experimentar infinitas combinações de PG/VG e essências, além do controle completo do seu consumo de nicotina. Para simplificar nosso exemplo, vamos criar 30mL de um eJuice de cappucinno com um toque de banana, 12mg de nicotina (o que ex-fumantes de um maço de Marlboro Light por dia geralmente consomem em seus eJuices) com PG 50%/VG 50%. Eis nossa receita improvisada:

  • 4,8mL de PG = R$ 0,19
  • 15mL de VG = R$ 0,60
  • 2,1mL de essência de Cappucinno = R$ 2,52
  • 0,9mL de essência de Banana = R$ 1,08
  • 7,2mL de nicotina = R$ 7,20

Você mesmo fazendo, o valor cairia dos R$ 35 que citamos anteriormente para apenas R$ 11,59, diminuindo o custo diário em eJuice (2,5mL) para R$ 0,95 e anual para R$ 346,75. Lembrando que são necessários alguns acessórios como seringas, luvas e máscaras (recomendados para manuseio da nicotina) e recipientes para armazenamento dos eJuices. Contudo, todos esses itens são baratos demais, sem a necessidade de trocas frequentes (alguns trocam para evitar vestígios de essências), então para descargo de consciência, vamos adicionar R$ 20.

Em comparação com os cigarros tradicionais, a economia utilizando cigarros eletrônicos e fazendo os próprios eJuices sobe para R$ 1.386,15 no primeiro ano e R$ 1.629,15 nos seguintes.

Tabela

Se você chegou até aqui, merece uma tabela simplificando tudo! Se você pulou direto para conferir os resultados, tá beleza também 😛

Custos anuais com cigarros tradicionais e eletrônicos
Cigarros tradicionais Cigarros eletrônicos Cigarros eletrônicos (fazendo próprio eJuice)
Custo anual com cigarros R$ 2.328,70 R$ 0,00  R$ 0,0
Custo anual com coils R$ 0,00 R$ 332,80 R$ 332,80
Custo anual com eJuice R$ 0,00 R$ 1.067,62 R$ 346,75
Custo com manufatura R$ 0,00 R$ 0,00 R$ 20,00
Total R$ 2.328,70 R$ 1.400,42 (+R$ 243 no primeiro ano) R$ 699,55 (+R$ 243 no primeiro ano)

Acho que vale a pena, né? E dá para ir além, economizando ainda mais ao fazer os próprios coils. Mas isso é apenas para entusiastas, ou seja, que estão fora da curva do consumidor médio.

Lembrando que quem fuma mais que 17 cigarros por dia economizaria ainda mais, pois o preço do cigarro sobe bem mais de acordo com o consumo do que o do cigarro eletrônico!

  • Karl Haddad

    Excelente reportagem, sem terrorismo, sem manipulacao, sem falsa ciencia e bastante atualizado. Aconselho a todos que quiserem experimentar o cigarro eletronico, a procurar foruns sobre o assunto antes de adquirir seus equipamentos e insumos. Infelizmente como não há legislação a respeito, existem muitos picaretas. Um bom forum é o http://www.papovaper.com