Notícias Tecnologia

Teste da Uber com carros autônomos começa mal, causando acidentes

Carros autônomos da Uber se envolvem em acidentes

Diversos relatos apontam para um início de testes bastante preocupante para os carros autônomos da Uber.

A publicação Quartz conseguiu obter múltiplos relatos de situações em que os carros autônomos da uber se envolveram em acidentes, algumas mais graves que outras.

Em um dos casos menos graves, um carro bateu de leve na traseira do carro autônomo da Uber. Em outro, mais grave, o carro da Uber entrou na contramão de uma rua de mão única. No vídeo abaixo podemos ver o carro virando após perceber o erro. Felizmente a rua estava vazia e não houveram acidentes.

Driverless car went down a one way the wrong way. Driver had to turn car around. hahaha

Publicado por Nathan Stachelek em Segunda, 26 de setembro de 2016

Contudo, o maior problema é que os testes estão sendo realizados em uma pequena região de Pittsburgh que os engenheiros da Uber mapearam cuidadosamente. Ou seja, o sistema ainda precisa de muitos ajustes.

A Uber afirmou que só estava ciente de um incidente onde um carro bateu levemente no pára-lama de um de seus carros autônomos.

Carros autônomos e o futuro

A Uber é uma das dezenas de empresas bilionárias interessadas em carros autônomos. Sendo a startup mais valiosa do mundo, com uma avaliação em US$ 68 bilhões, não está interessada em esperar concorrentes tomarem a liderança na área.

Esse interesse todo se dá pelo fato de que os carros autônomos devem revolucionar quase todos os aspectos do transporte público e privado.

Elon Musk, CEO da Tesla, é um dos grandes nomes envolvidos na área. Ele já explicou que dentro de alguns anos, qualquer um poderá comprar um carro autônomo e o deixar trabalhando sozinho enquanto o dono está dormindo ou trabalhando.

Assim, não haverá mais mercado para motoristas de táxi, Uber, ônibus, etc. A Uber, estando ciente desse futuro, não quer ficar despreparada. Também será uma saída para a empresa não precisar se preocupar em deixar seus motoristas satisfeitos, algo que vem sendo um grande desafio, dando espaço para concorrentes que oferecem mais vantagens.

Veja também:

  • Carlos

    Será que o marketing da toda poderosa UBER já avaliou junto aos clientes atuais se eles aceitariam viajar em carros autônomos???
    Não que não se possam desenvolver sistemas que dirijam melhor em alguns casos do que certos motoristas de carne e osso, mas o problema é que os sistemas fazem apenas aquilo que estão programados para fazer. E existe sempre o risco de que o banco de dados não seja atualizado sobre uma mudança de mão de direção de uma Rua.
    Como um carro autônomo reagiria a uma blitz policial ou a uma manifestação de protesto???
    Eu francamente não viajaria num carro autônomo.
    Além disso hoje a UBER conseguiu crescer rapidamente no mundo inteiro porque não precisa adquirir um único veículo sequer para atender sua demanda, ou seja tem receitas altas sem ter que investir na principal ferramenta para atender o seu público que são os veículos que os transportam.
    Na medida em que UBER tenha que adquirir enormes frotas de veículos certamente sua rentabilidade vai ficar comprometida.
    Esse modelo de negócio da UBER que vive à margem da regulamentação do poder público local e que em muitas cidades opera amparado em liminares não tem chance de êxito no longo prazo.